quinta-feira, agosto 10, 2006

deve ser porque sou Algarvia...

Não percebo porque queres que o Partido Comunista Português admita coisas que caberia a outros admitir. O PCP não é um braço de qualquer outro partido dito comunista, não tem a mesma forma de funcionar, não se rege pelas mesmas regulamentações internas, etcétera e coiso e tal. E fartei-me de rir quando li "admitir que a implementação da ideologia comunista não está sempre debaixo de um líder de pulso forte, anti democrático do ponto de vista global e limitador da liberdade individual" - é que o PCP ao contrário de outros partidos funciona a partir das bases, não são os lobbys internos dos vários guapos (Santana Lopes, Marques Mendes, Jorge Coelho, Sócrates...) que decidem o que fazer por acharem que os seus militantes são ignorantes, ou então porque assim lhes poupam o trabalho de pensar e discutir a sociedade em que vivem. Já estou a imaginar o Jerónimo a ditar ordens na Soeiro... LOL - tem paciência Tiago! E também me hás-de dizer onde está a antidemocracia do meu Secretário Geral, e onde é que ele é limitador da liberdade individual?! Pensava que uma maioria comunistas é que tinham sido presos por lutarem contra o fascismo - alguém me enganou... LOL
Depois, desculpa-me desiludir-te mas Cuba é uma República Socialista, a URSS não chegou ao comunismo, a China..., bem tenta ser. Se alguma delas tem atingido o comunismo absoluto, o comunismo marxista leninista, estaríamos a discutir um outro mundo.
De qualquer das formas, eu não preciso de óculos. Ora, os Russos armaram a Transjordânia da mesma forma que os EUA armaram Israel, para que se pudessem defender. Depois quem tentou destruir os países à volta foi Israel e não a Transjordânia - manias de influência Inglesa e Americana - podes ler isso num livro de história mundial. Que os países à volta se tenham reunido contra Israel também não me choca, eu própria não gostaria de ter uns pequenitos EUA arrogantes, com a mania que são senhores e donos da verdade e do mundo no meu quintal!
Israel não pode ser plural, até porque a sua formação surge não de uma pluralidade, ou seja acordo de vários países, mas apenas de uns poucos que nem sequer são países vizinhos... dá que pensar, olha lá a pluralidade disso...
Coitadinhos também não são todos, são apenas os que vivem num mundo onde se trava uma guerra que não escolheram, e têm que arcar com as consequências dos jogos políticos que certos senhores fazem sentados numa qualquer cadeira numa sala oval... e dos outros que o seguem estilo carneirinhos.
Existem sempre muitos lados de uma guerra, várias realidades sim senhor, concordo contigo. Mas, aproveitamento político também existe de vários lados - não há filmes em que se mostre a morte que os EUA espalharam por esse mundo oriental fora, mas há um filme sobre o 11 de Setembro quase a estrear e que diz que morreram milhares de homens, mulheres e crianças, que foi um atentado há liberdade - e os outros que eles mataram?! Não eram também homens, mulheres e crianças?! E não foi também um atentado há liberdade?! Há desculpa, deve ser por causa da raça, são diferentes dos ocidentais, é isso! Aliás, eles nem querem ser livres. Aqueles moços do Médio Oriente são uns pacóvios, temos que educá-los e ensiná-los, assim como fizémos com os índios. É que se não formos nós, este mundo está perdido.
Óculos?! - não me parece que precise deles.
Mais, sempre ouvi dizer que "quem vai à guerra dá e leva". Ora, Israel é que começou, estavas à espera que os outros morressem sem fazer nada?! Secalhar eles deviam ficar quietinhos, e ser subservientes dos israelitas...
Isto de eu ter estas ideias deve ser de ser Algarvia!

2 comentários:

Tiago Alexandre disse...

Bom titulo....LOL
e continuamos um de cada lado do muro!

Francisca Cortes disse...

Eu não sou anti americana mas estou muito longe de ser pró americana!